sábado, 15 de outubro de 2016

Ser professor

Filha de professora, desde cedo aprendi a amar esta profissão. Minha brincadeira preferida quando criança era brincar de escolinha, repetia aquilo que aprendia na escola aos meus “alunos” geralmente,  minhas irmãs mais novas.
            Costumo dizer que essa profissão me escolheu, o bom é que houve reciprocidade, e eu acabei escolhendo ela também. Talvez seja através dela que posso contribuir de forma mais significativa para a sociedade.
Não fiz Licenciatura por falta de opção, muito pelo contrário! Ouço muita gente dizer que se tornou professor por falta de opção, mas por mais limitada que fosse as profissões que poderíamos escolher (no nosso caso por morar em uma cidade do interior), tínhamos diante de nós a escolha de não ir pra sala de aula e para constatar é só lembrar dos seus colegas, quantos escolheram outros caminhos?
Exerço minha profissão com todo o amor presente no meu coração, realizo meu trabalho com dedicação e empenho, preocupo com a aprendizagem dos meus alunos, fico triste quando percebo desinteresse, reclamo, peço silêncio, me estresso e fico numa felicidade sem tamanho quando vejo o sucesso dos meus alunos.
Hoje, apesar dos contratempos, tenho certeza  de que essa profissão é a raiz da árvore do conhecimento, é ela que “sustenta” todas as outras profissões, e não há  ninguém que discorde disso. Temos presenciado  uma geração que diz “não quero ser professor”! mas já pararam para pensar que se não houver formação de novos professores, consequentemente não teremos outras profissões. Eu costumo dizer, que na estrada do conhecimento nós, professores somos os protagonistas, embora somos tratados com meros coadjuvantes pelas autoridades. Retire os professores de cena e verá o resultado, uma nação fadada ao FRACASSO.
Nossa tarefa não termina quando o sinal toca no fim da aula, não levamos só tarefas para casa, junto com as aulas para preparar e as atividades pra corrigir, levamos angústias, inquietações e desejos de melhorias, vivemos uma verdadeira reflexão pedagógica todos os dias, queremos melhorar sempre.
Ser chamada de professora dentro e até mesmo fora da sala de aula soa como uma melodia magnifica aos meus ouvidos, ser reconhecida pelo meu trabalho é de uma importância imensurável.

Gostaria de parabenizar aos meus colegas professores, quantas vezes dividimos nossos anseios e nossas frustrações, gostaria de agradecer aos mestres que tive oportunidade de conhecer que fizeram de mim a professora que sou hoje.