segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Silêncio

Silenciei-me
Sua indiferença, me fez silenciar
Por acreditar que as palavras não mudaria nada
Resolvi guardá-las somente para mim
Por vezes as ensaiei em frente ao espelho como um louco
Até que aos poucos fui esquecendo o que eu queria dizer
Foi morrendo em mim o desejo de dizê-las
Sua indiferença calou com todas as palavras
E instalou em mim um silêncio, que grita latejante