domingo, 15 de maio de 2011

Quero encantar-me com teus encantos



Caminho sozinha
Querendo te encontar
Caminho entre pedras e espinhos
Nem sei onde parar


Caminho pelo escuro
Inventando paixões
Dando a cara contra o muro
Vivendo desilusões


Caminho por pegadas
Que não existem mais
Ando buscando o teu olhar
Perdendo-me diferentes cais

Caminho, caminho só pra te encontrar

Quero encantar-me com teus encantos
Poder sem nenhum medo, te olhar
Ver uma onda de sorrisos ocupar
O lugar de tantos  prantos




Caminho sem mapas, sem bússolas, sem orientações
Não sei qual a direção tomar
Caminho sozinha,
Sem saber se devo parar


Perdida, sem horizontes
Eu, ainda, não deixo de te procurar




Querendo te encontrar
Sou capaz de outros  tantos caminhos inventar
E sem medo de nada: viver a caminhar
Caminhar, caminhar
Só assim, serei imensamente feliz 
Quando  finalmente te encontrar


Amor, tenho tanta pressa: 
De encantar-me com teus encantos






"Amor, onde estás?
Que não respondes?"