quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Decisões e indecisões


Há momentos em que grandes decisões precisam ser tomadas em nossas vidas. E justamente nesses momentos nos sentimos ainda mais frágeis, medrosos. Temos medo de tomarmos decisões erradas, pegar a estrada errada e ir para um lugar totalmente oposto àquele que planejou ir.

Sabe, aquela indecisão que te faz pensar em um minuto em um lado e um minuto no outro lado da questão. Somos essencialmente seres de decisões. Passamos o dia todo tomando decisões, desde as simples: como se acorda cedo ou se fica mais um pouco na cama, se assiste TV ou ler um livro.

Mas, sabemos que muitas vezes, as decisões que precisam ser tomadas não são simples assim, e você sabe que decidir é uma coisa difícil, e que diz respeito somente a você. As pessoas podem até aconselhar, mas não pode decidir por você.

Sei que neste momento existem milhares de pessoas indecisas, que precisam decidir seu futuro. Quantas pessoas, assim como eu, não sabem como decidir, porque temem uma escolha errada.

Temem ir na contramão, temem o futuro, temem o novo, temem errar, temem sofrer.

Queria voltar a ser criança que precisa decidir se brinca de casinha ou de amarelinha, adolescentes que precisa decidir se vai ao forró, ou a um baile funk. É, já sou adulta as indecisões que me afligem são bem maiores.

Senhor o que fazer da minha vida. Guiai-me Senhor!

2 comentários:

Teo Brito disse...

Oi Yeda,

Primeiro de tudo, parabéns! Ótimo texto.

Eu penso em mudar de cidade/estado e estou basicamente nesse momento que você comentou. Medo do futuro, do novo e de errar.

Uma simples decisão pode mudar todo o rumo de uma vida. Espero que eu acerte na minha escolha.

Abraço,

Téo!

cacá disse...

arrazou no texto