segunda-feira, 21 de julho de 2008

Verdadeiros amigos

Sei que muitas pessoas ainda acredita que os anjos tenham asas, cabelos cacheados e que se chamam Gabriel, Ariel, alguma coisa assim, hoje sei que os anjos que passaram por minha vida não têm nenhuma dessas características, mas são verdadeiramente, anjos amigos ou amigos anjos.
Hoje gostaria de agradecer a cada um deles pela presença em minha vida. Sei que nas voltas que o mundo dá, muitas vezes, o tempo leva pra longe pessoas especiais, sei que em muitos casos nem o tempo e nem a distância apagará uma amizade.Mas, não sou inocente a ponto de não saber que o contato com muitos amigos ficam mais raros a cada dia.
Sou uma pessoa privilegiada por os amigos que tenho, ouso afirmar verdadeiros anjos, que passam por minha vida deixando grandes marcas, que troca experiências, aproveita os bons momentos, ajuda nos momentos ruins, me apoia e luta junto comigo pelos mesmos ideais. Fico me perguntando será que alguém consegue viver bem sem amigos? Acredito, que não.
Gostaria de falar de cada amigo que tenho, mas sei que me faltaria tempo para descrever as características de cada um. Gostaria de falar sobre Néia, minha grande amiga de infância, de adolescência e da vida adulta, a menina que conhece todos os meus segredos, que sabe das minhas manias e que hoje está tão distante de mim, a gente passava horas juntas conversando e hoje resta uma imensa saudade, que só aumenta a cada dia que passa. Queria falar também de Lange, uma grande prima, espécie de irmã mais velha, tão disposta a me aconselhar e mais disposta ainda a ouvir os meus conselhos e que hoje também está distante e me faz muita falta, ainda nesta lista de amigos, não poderia deixar de falar de Neidinha, uma menina que tive a oportunidade de conhecer na facul e posteriormente, morar na mesma casa, um verdadeiro anjo, tão sincera, tão verdadeira, e que me deixa perdidinha, perdidinha com a sua ausência. Não posso olvidar de Lili, amiga que dividia as dores de cabeça (enxaqueca) comigo, que me fazia rir muito e que hoje também está distante, ainda nesta lista está Walquíria (Quirina) como eu costumava chamar, garota que ouvia minhas histórias mil vezes e me contava as suas, meio maluquinha, brigávamos é verdade, mas sempre sabíamos pedir desculpas e assim, são vários os amigos que o destino levou pra longe ( Taiane, Poliana, Cássia, Elizama etc).
Confesso, que sou privilegiada pelos amigos que tenho. Cada um com suas características, com suas manias e cada me conquistando pelo seu jeito de ser. Queria falar das minhas grandes colegas da faculdade e amigas pra toda vida, Taty, Dany e Maiara, anjos que eu sei,  teria que conhecer. Minha vida não teria o mesmo sentido sem elas. Cada uma tão diferente, uma mais séria, outra mais brincalhona, mas amo cada uma delas. Taty, amiga de cursinho, depois de facul, tão reflexiva quanto eu em relação à vida. Dany, tão séria, meiga, uma amiga pra todas as horas e Má tão brincalhona, sorridente, verdadeiramente, uma pessoa que contagia a todos.
Como esquecer de minhas colegas de casa, de Rafa, uma grande amiga, com quem sinto confiança pra contar os meus dilemas e ela sempre paciente ouve tudo, e as meninas Geysa, Daniela e Núbia, como se fossem irmãs mais novas que as vezes tenho que pegar no pé, por um único motivo, querer o bem delas.
Hoje, também gostaria de lembrar de Carla, uma grande menina tão parecida comigo, de Elaine, uma menina guerreira, Vânia, meio maluquinha, mas com um coração sem tamanho, Mila, uma menina aventureira e decidida, Domingos um grande amigo de personalidade forte, Day, um grande conselheiro que consegue me entender como nem eu sei, e Mágda, amiga de infância, que ainda hoje continua dividindo sua história, seus sonhos comigo e nesta lista eu poderia citar também ( Juliano, Orlei, Bete etc)
E por último minhas irmãs amigas: Elda e Mara, irmãs de pai e mãe, grandes amigas. Elda um pouco mais diferente de mim, brigamos muito e verdade, mas de quem sinto muita saudade e Mara, tão meiga, meu anjinho da guarda.
È, realmente tenho vários amigos e embora tenha escrito um pouquinho sobre eles hoje, quero que cada um saiba que lembro deles constantemente por fazer parte da minha vida, por colorir minha existência.
Obrigada amigos hoje e sempre!Eu poderia suportar, embora sem dor que tivesse morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morresse todos os meus amigos.

Nenhum comentário: