terça-feira, 24 de junho de 2008

Eu que acreditei...

Eu que acreditei
Saber quais os caminhos a percorrer
Hoje, me sinto completamente sem direção na estrada da vida

Eu que acreditei
Saber lidar com meus sentimentos
Hoje, me encontro com medo até dos meus pensamentos

Eu que acreditei
Ser forte como uma rocha
Hoje, me sinto frágil como um cristal

Eu que acreditei
Que iria persistir até o fim
Hoje estou cansada até de mim.

6 comentários:

Just Luana XP disse...

Q liiindo...
Eu me sinto assim às vezes!
^^
http://informassom.blogspot.com/

batiuchka disse...

Realmente há dias em q vc se desconhece e se estranha pelo fato de vc estar de 1 jeito q não é o usual. Eu odeio qdo isso acontece, me faz sentir péssima e influencia no resto do meu dia. Contigo acontece o msm?

Sim, vc escreve bem e acredito que se continuar com o blog vai haver crescimento. O melhor jeito d treinar a escrita é... escrevendo! E tb, escrever é 1 terapia. Xii, escrevi demais!

bjus

Euzer Lopes disse...

Seu texto me fez lembrar um artigo que li uma vez e nunca me esqueci que dizia mais ou menos o seguinte:

"Quando criança eu achava que quando crescesse, dominaria o mundo.
Hoje, crescido, percebo que quando criança eu tinha sonhos"

Anelise disse...

texto legal!
tchau

Lana Haydée Kaolin disse...

nossa!! adorei essa, viu??
acho que se formos analisar bem não há quem ñ se sinta assim pelo menos umas 5 vezes na vida...


www.segredosdehaydee.blogspot.com

DJ NEO disse...

nossa lindo o poema

Eu acredito!

deve ter sido um tricolor que escreveu