quinta-feira, 3 de abril de 2008

Coração


O coração é muito bobo, se ilude com tudo. Se ilude com amores passageiros, ver como eterno o que é efêmero.Ver o que nunca existiu. Escuta o que não foi dito. Sente o inperceptível.
O coração bobo ilude, se desilude, ilude novamente. Acredita que porque ele tem o número do seu telefone vai te ligar. Só porque um dia se gostaram ele ainda vai te procurar.E tudo continua igual. Tão estático!
Um belo dia você descobre que o coração sempre dar um jeito de criar uma ilusão, é como se a ilusão fosse uma grande amiga do coração.
Sempre uma coisa ligada a outra. Sempre procurando encontrar respostas para o indecifrável. Sempre a espera do que não vem. Sempre querendo mesmo que se iludindo amar alguém.

6 comentários:

rodrigocherene disse...

Sobre todas as coisas que se deve guardar, guarde o teu coração pois é dele que procede as saidas da vida

PAZ

Mayna disse...

Meu coração sempre se apaixona por quem não deve e se ilude facilmente. Mas é nele que guardo as melhores recordações, é ele quem me faz viver...

http://maynabuco.blogspot.com/

Thaíssa Vasconcelos disse...

Yeda, ainda sinto bastante nítido em seus textos uma certa dor sentida pelo seu coração, um certo pesimismo que nosso coração sente depois de um fim dolorido. Dizemos que nosso coração é bobo, se alimenta de ilusões, mas isso é bom, não é ruim, acredito que isso promova o crescimento pessoal, nosso crescimento emocional, basta prestarmos atenção nessas sensações e "filosofar" com elas ao invés de destratar nosso coração por ter nos deixado tão sensíveis e vulneráveis.

Tom disse...

ótimo texto, gostei!
Beijos!

www.indicacao.wordpress.com

KA disse...

Acabo de ler alguns artigos seus e me surpreendi.Gostei muito. Como diria, Maiakoviski: "agora é tudo coração..."
Um grande abraço!

forest disse...

Olha, o cora�o numa certa idade � mais bobo mesmo; se ilude � toa. Depois, quando fica velho como o meu, piora. abra�o