domingo, 9 de março de 2008

Palavras




Como descrever o que não se compreende?

Como revelar o que não se sabe?

Palavras...


Como traduzi-las?

Como libertá-las?

Como prendê-las?


Fonemas ... problemas


Orações... Soluções


Palavras... Represas que querem transbordar
Palavras... prisioneiras que querem se libertar
Palavras... sonhos que querem se realizar

Palavras retrato fiel dos sentimentos
Palavras vistas com indiferença
Por aqueles que contraem os ombros
E diz são apenas palavras e nada vai mudar


Palavras pequenas...
Palavras ao vento...
Palavras apenas...
Palavras carregadas de sofrimento
Palavras frias...
Palavras potentes, frágeis
Palavras reais, imaginárias
Palavras de amor, de indiferença
Palavras de fé e de descrença

Palavras... alívio
Palavras... suplício

Palavras procuro em ti uma maneira de aliviar a dor... Dor causada por Palavras
És a culpada e vítima de minhas angústias


Palavras... Faladas e ouvidas
Palavras mal interpretadas
Palavras codificadas


Palavras escuras
Palavras duras
Que foram mal proferidas
E que hoje, faz grande diferença na vida
Se for pra magoar deixe as palavras em um canto e passe a se calar.
O silêncio também diz
E raramente se contradiz.


Leiam as palavras que escrevo
Letras que ficam traçadas
E que talvez não mude nada.
Palavras apenas, palavras pequenas












12 comentários:

Meerstempel Badist disse...

Eu acredito que para escrever bem um poema é interessante você sentir e colocar no papel o que estiver sentindo, sem se importar com o resultado, ao final você terá um poema e percebe-se que você usou muito bem as palavras.

http://badist.blogspot.com

caioarroyo disse...

Poemas bons sao aqueles que nao se preocupam em rimar, em escrever algo bonito e sim palavras e frases que o escritror esta sentindo, raramente sai algo ruim se for escrito com o coracao

http://tvcinemaemusica.wordpress.com

blog disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Rafael Velasquez disse...

palavras, um coisa que as vezes é tão complicada, bonitas e dura...

disse tudo.

Fernanda Miranda disse...

Nossa! Este poema é de sua autoria? Muito bom...com sentimentos transbordando.
Amei!
Se quiser conhecer meu blog:
http://cotidianoativobyfer.blogspot.com/
Beijos, Fernanda.

blog disse...

(Pensei que já tivesse comentado...acho que estou ficando velho...enfim!)

Um exercício metalingüístico.
Uma homenagem às palavras que, bem ou mal, acabam por nos refletir.

Conquistadores (Didixy) disse...

Palavras são complicadas, mas basta deixar seus pensamentos livres para que vc expresse elas.

Everaldo Ygor disse...

Olá...
Palavras, são elas a constituição do seu poema...
Represadas e soltas nessa arte toda...
Não importando o tamanho e o sentido e sim o lirismo desse poema.
Abraços
Everaldo Ygor
Visite:
http://outrasandancas.blogspot.com/

Euzer Lopes disse...

Palavras...
Se não bem ditas, melhor o olhar.
Melhor o silêncio.
Eles, sim, têm a palavra certa.
Palavras amenas!

SMN disse...

Lindo poema. É de sua autoria? Gostei muito.

Gaia disse...

Me fez lembrar Cássia Eller - Palavras ao vento.
Gostei muito de ler suas palavras, palavras simples, palavras sábias.
Gostei de ler o seu cantinho :)

Priscila Gomes disse...

Adorei seu texto!
parabéns!

bjs

http://realidadedescartavel.blogspot.com