segunda-feira, 31 de março de 2008

A História de Marianne


Marianne descreve os sentimentos a sensação do dia do término de seu namoro de 1 ano, ela não queria que isso acontecesse, mas como diz o provérbio quando um não quer dois não brigam.



O fim
O dia chegou. Por mais distante que pensei que estivesse ele chegou. Era um sábado, ainda era dia, mas tudo estava sem cor, o medo me deixava triste, a ansiedade me corróia por dentro. Eu sabia a resposta, mas tinha esperança de tudo mudar.
Não sei por que  eu reagi de uma forma estranha. Não consegui chorar, não consegui falar o que gostaria, não consegui demonstrar todo amor que sentia. Talvez não fosse preciso, ele me conhecesse e fizesse também a leitura dos meus olhos.Mas eu gostaria de ter reagido, de ter dito tudo aquilo que a garganta não deixou passar.
Pensei que quando aquele momento se realizasse eu fosse desabar, mas não, eu não chorei, contudo, sentia uma dor no peito tão forte, tão intensa. Fiquei sem reação, sem palavras, sem atitude, sem choro. Então eu consegui pronunciar. “Foi bom, enquanto durou” e o abracei e beijei, ele correspondeu não sei se por pena ou por ainda existir um sentimento lá no fundo.Sei que despedidas desse tipo, em que um ainda quer estar junto e o outro não, geralmente são frias, sem laços afetivos, mas a nossa não, nosso beijo demorou, e pela última vez eu senti o calor dos lábios dele, não sei o que passou em sua cabeça, mas ele ia me beijando como se nada tivesse acontecendo, me beijava tão igual e tão diferente das outras vezes. O beijo acabou. A história acabou. E ele foi embora, eu não tive coragem de acompanhar até a porta, ele me disse um Tchau, meio triste, meio aliviado, não sei. Só sei que quando ele saiu, segundos depois minhas lágrimas brotaram, e chorei como nunca tinha chorado antes.Sentindo muita dor, muita angustia, muita tristeza.
Mesmo com tantas palavras pronunciadas, teste para ver quem perdeu e quem ganhou no jogo do amor, desculpas esfarrapadas, beijos e abraços demorados, mas foi em silêncio que dissemos adeus. Ele partiu e não olhei pra trás. Queria guardar boas lembranças de nossa história, queria que nossos beijos se eternizassem e o olhar pra trás talvez apagasse tudo aquilo que foi eterno enquanto durou, aquele mistura de sentimentos que eu chamo de amor.
Tanto tempo se passou e continuo tão perdida! Tão triste!Tenho seguido minha vida, esperando que ele escute minhas palavras e também meu silêncio, que me responda, que um dia me procure, que não seja tão indiferente.
E você como reage a despedidas?

7 comentários:

Maiara Maria disse...

Todo amor que existe um dia esfria.

Alexander Bastos disse...

que triste...


Alexander Bastos (moderador)
www.blogdospiratas.org

Rui Felipe disse...

Cada despedida é única. Pode ser de um amigo, de uma época, de um amor...
Não em como saber, como planejar, como imaginar; só se pode temer!!!
O pior é quando ela ainda não aconteceu, nem sabemos se vai acontecer, mas há uma possibilidade, e um medo grande junto.
Rezamos pra que não aconteça!!!
Bonita história!!!
Ela tinha esperança em um milagre, por isso só chorou depois que o fato estava consumado.

Euzer Lopes disse...

Passei por isso há algum tempo...
A gente no princípio não sente... Alguns dias depois a ficha despenca na cabeça da gente. E a dor é lancinante.

Marcus Vinicius disse...

muito bom!
adorei poxa vc screvi super bem!
um abraçooo

Arllan disse...

O fim sempre chega. E outros começos podem vir...
O que importa, acredito, é ser sincero.

Gabriele disse...

Quando eu li, sentir meu coração disparar , e assim uma lagrima caiu dos meus olhos...eu me senti como se alguem soubesse de toda minha historia.Agora, sem palavras para descrever, a dor q sinto, pois ele se foi, da pior maneira possivel.Eu ate sei q ele facilou comigo, mais o que eu sinto por ele, pode apagar todo nosso passado, e reconstroi um novo começo, e fazer com q o nosso amor se torne ainda maior... pois sei que todos nós somos falhos, nós fomos feitos sujeitos a cometer erros, e assim aprender..Mais por fim, sei q agora, por mais q eu o ame de verdade (como eu nunca amei ninguem)...Sei q tenho q me conforma, e fazer com q o meu coração entenda q acabou...Eu resumo... "Tanto tempo se passou e continuo tão perdida! Tão triste!Tenho seguido minha vida, esperando que ele escute minhas palavras e também meu silêncio, que me responda, que um dia me procure, que não seja tão indiferente".